Os artigos assinalados como Voz do Libertário são da exclusividade dos militantes da associação Partido Libertário e refletem a opinião pessoal dos respectivos autores.

Select Page

Dois Mundos – Duas Culturas – Uma Guerra pelo Controlo

Vivemos uma viragem, ou melhor, várias viragens históricas. Simultaneamente.

As viragens são:

1. Económica – a economia automatiza a produção de bens transformados e agrícolas. A grande massa da população torna-se especializada em serviços de base tecnológica. A principal base da criação de riqueza é o desenvolvimento de propriedade intelectual especialmente em aplicações aos serviços e, futuramente, banca com a introdução formal do blockchain, primeiro por corporações, depois e eventualmente, por governos;

2. Cultural – a criação e desenvolvimento de cultura formal, ou seja registada em letra/imagem/memes e todos os outros meios de comunicação/transmissão massificou-se de modo inédito. Hoje, qualquer miúd@ de 12 anos faz tik toks a expressar o que lhe vai na alma, partilha, provoca impactos e reacções;

3. Educativa – o paradigma da educação formal (diferente da instrução que é dada pelas escolas) mudou radicalmente por via da facilidade de registo e transmissão entre todas as gerações de todos os lugares e em todas as línguas. De facto, a única barreira que há a termos uma educação (no sentido de instrução para o conhecimento superior da vida) é a linguística. E mesmo essa pode ser facilmente superada. Com o Duolingo e outras aplicações, os nossos filhos podem ler mandarim, ou outra qualquer língua do mundo. E depois serem tradutores da cultura estrangeira para a própria, disseminando assim códigos de interpretação, princípios, dados e valores;

4. Informativa – As viragens anteriores permitem pela primeira vez na História que a Informação (a organização dos Dados em subconjuntos inteligíveis/estruturados racionalmente) seja universalmente disponibilizada o que permite uma verdadeira democracia do Conhecimento (leitura e elaboração de conclusões/regras sobre a informação).

E é nessa Democracia do Conhecimento que convergimos actualmente. Em oposição aos velhos titulares da “Realidade” construída à medida da sua sede de controlo e poder.

Central nesse modo de Controlo e Poder? O papel, a origem, a formação e a distribuição do dinheiro, ou melhor da moeda como modo mais reflexivo que pode haver de uma estruturação cultural em torno do modo de produção e sua troca.

Mas isso é outra conversa e fica para outro post mais tarde.

*este artigo foi originalmente publicado no www.contracorrente.pt/2020/05/dois-mundo-duas-culturas-uma-guerra.html

Entrada Anterior

Entrada Seguinte

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest