Os artigos assinalados como Voz do Libertário são da exclusividade dos militantes da associação Partido Libertário e refletem a opinião pessoal dos respectivos autores.

Select Page

A melhor coisa que Marx disse sobre economia foi: “Recuso-me a fazer parte de um clube que me aceite como membro”. Uma forma cómica de demonstrar que, sendo a economia o estudo da ação humana, individual, de pessoas, por natureza imprevisíveis e incontroláveis, tudo o que sejam clubes, nações, empresas, por não terem desejos, nem medos, nem vontades, não produzem nenhum efeito na economia e por isso mesmo devem ser desconsiderados. Também importa referir que o autor desta frase é Groucho, pois que o outro Marx, o Karl, não só nunca disse nada de louvável, nem sequer sobre economia, como ainda por cima serviu de base para os seus seguidores, uma corja de bandalhos mal intencionados, se dedicarem à mentira e ao roubo.

A pandemia do Coronavírus é o exemplo mais recente de como o Marxismo infeta a sociedade. Apesar de toda a gente já ter percebido que o vírus não mata pessoas e que o afastamento socialista não mata o vírus, muitos continuam embasbacados, sem acordar para a realidade. Escutam a TV, como bovinos, e em vez de pensar, perguntam-se: “estará tanta gente a mentir?” ou “mas porque iram mentir tanto?”. Porque já mentiam antes.

O comunavírus é uma mentira recente e descarada, mas tem muitos antecedentes mentirosos. Tantos que a exceção seria a TV dizer a verdade. Na verdade, mentiras é quase tudo o que passa no Telejornal e estas começaram bem lá atrás, quando um político qualquer disse alguma coisa do género: “se eu puder inventar leis, vão ter dinheiro de graça”.

Ora, essa coisa de enriquecer em troca de legislação é um absurdo tão ridículo que só se mantém a charada inventando mentiras cada vez maiores para acamar. Até ao ponto que só sabem mentir e nada mais do que se diz em nome do Estado é verdade.

As provas:

– O Covid é uma gripe normal, os mortos atribuídos são falsificações estatísticas, irrelevantes no total de mortes.

– Afastamento social por decreto não tem qualquer efeito na progressão dos vírus.

– A economia parou entre Março e Maio e o CO2 da atmosfera continuou a aumentar como antes, demonstrando que não tem causa humana.

– Os níveis de CO2 da atmosfera são agora anormalmente baixos e isso é mau para a vida na Terra.

– O petróleo não é um fóssil, mais perto do contrário, a vida é o resultado de haver mais CO2 e menos Metano.

– O degelo dos calotes não faz subir o nível do mar. Ilhas como Tuvalu estão a crescer.

– A reciclagem doméstica aumenta o desperdício.

– Os bancos são departamentos governamentais, estão todos falidos e recebem subsídios do Estado.

– O PIB é uma medida falsificada para parecer que o comunismo funciona.

– A desigualdade económica é o resultado da intervenção do Estado na economia.

– A guerra não traz crescimento económico nem avanço científico.- A escola pública deixa as crianças menos preparadas do que ficando em casa

– Só há dois sexos e muitas taras sexuais, nem todas boas.

– Os Incas não fizeram Cusco nem Machu Picchu. A Esfinge já lá estava antes dos faraós. Até os historiadores mentem.

E por aí vai. A lista dos temas em que a TV mente não tem limites, são mentiras em cima de mentiras, em cima de mais mentiras, nas quais as pessoinhas se forçam a acreditar, uma atrás da outra, pois que a alternativa é entenderem que foram completamente enganados, desde o princípio, feitos burros, aldrabados. Já desde o dia que em criancinhas entraram na escola pública e lhes trocaram a capacidade de aprender pela de acreditar.

A mentira tornou-se tão grande que já não há nada que a TV diga que ainda seja verdade. Não há corporação profissional que não esteja dominada por mentirosos. Não há órgão de poder que não seja uma máquina de falsificar.

Essa mentira, que contagiou tudo é o verdadeiro Marxismo. Professores, jornalistas, académicos, intelectuais, artistas, são todos marxistas e perseguem a agenda marxista, mentindo e roubando, claro.

O Marxismo é uma forma de pessoas inúteis, que se julgam inteligentes, ficarem com o dinheiro dos outros, porque segundo eles assim seria o destino determinístico do mundo.

No passado recente, enquanto as pessoas honestas iam trabalhar, os marxistas trataram de ocupar as universidades, depois as escolas, depois a comunicação social, depois os governos, até que por fim mandam em tudo. E porque gostam de mandar e odeiam o trabalho, tratam de silenciar todas as verdades inconvenientes e de perseguir todas as vozes dissonantes.

Estão tão comprometidos com a mentira, que já não lhes basta mentir sobre economia, para manter a actividade, é preciso mentir mais, sobre o Covid, o Aquecimento Global, a escassez do Petróleo, a Reciclagem, o Nível do Mar, o Banco Central, o Racismo, o Sexo, até sobre a Pré-História mentem.

E mentem assim tanto, porque só mentindo mais continuam a roubar, continuam a ter tachos, continuam a abafar favores bilionários, continuam a mandar na vida dos outros, continuam a ser ricos e continuam sem trabalhar, sem nunca fazerem nada que outro ser humano ache valioso ou útil e por isso esteja disposto a pagar.

O resto da população, acredita, porque no fundo muitos querem ser iguais, porque esperam também receber algumas migalhas do saque, porque já desperdiçaram a sua vida nessa crença e já não têm forças para recomeçar.

Assim a mentira apesar de ridícula e danosa, continua a ser mentida e acrescentada, já que a verdade é demasiado trabalhosa para se encarar. Ou não.

Post Anterior

Post Seguinte

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest